Pular para o conteúdo principal

ESCOLA-EBD.COM

Cuidando dos santos

leitura diária Cuidando dos santos


Leitura Diária 1 Coríntios 16

1 Ora, quanto à coleta que se faz para os santos, fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia.

Reflexão

Neste capítulo final da sua primeira carta aos coríntios, o apóstolo Paulo trata de alguns assuntos práticos relacionados à vida da igreja. Um deles é a coleta para os santos, ou seja, a ajuda financeira que os cristãos de Corinto deveriam enviar aos irmãos necessitados da Judeia. Paulo dá algumas instruções sobre como realizar essa coleta de forma organizada e generosa, mostrando a importância de cuidar dos santos que sofrem por causa da fé.
 
 
A coleta para os santos era um projeto que Paulo vinha organizando entre as igrejas gentílicas da Macedônia, Acaia e Ásia Menor, com o objetivo de socorrer os cristãos pobres de Jerusalém e das regiões vizinhas, que enfrentavam perseguição, fome e escassez. Essa coleta era uma forma de demonstrar a unidade do corpo de Cristo, a comunhão entre judeus e gentios, e o amor fraterno entre os irmãos (Romanos 15.25-27; 2 Coríntios 8.1-15; 9.1-15).
 
Paulo recomenda aos coríntios que façam a coleta no primeiro dia da semana, ou seja, no domingo, quando os cristãos se reuniam para celebrar a ressurreição do Senhor e partir o pão (Atos 20.7). Cada um deveria separar uma quantia conforme a sua prosperidade, ou seja, de acordo com a sua renda e capacidade. Assim, não haveria sobrecarga para ninguém, nem desigualdade entre os doadores. A ideia era que cada um contribuísse voluntariamente, segundo o seu coração, e não por obrigação ou constrangimento (2 Coríntios 9.7).
 
Paulo também informa aos coríntios que ele mesmo iria visitá-los em breve, e que esperava levar a coleta com ele até Jerusalém. Ele diz que se a coleta fosse muito grande, ele mandaria alguns irmãos escolhidos pela igreja para acompanhá-lo nessa missão. Isso mostra a preocupação de Paulo em ser transparente e responsável com o dinheiro dos santos, evitando qualquer suspeita ou acusação de desvio ou má administração dos recursos (2 Coríntios 8.16-24).
 
A coleta para os santos nos ensina algumas lições valiosas sobre o nosso dever como cristãos de cuidar uns dos outros, especialmente dos mais necessitados. Devemos ser generosos e solidários com os nossos irmãos em Cristo, compartilhando os nossos bens materiais com aqueles que passam por dificuldades. Devemos também ser organizados e fiéis na nossa contribuição para a obra do Senhor, dando regularmente e proporcionalmente ao que recebemos. E devemos fazer tudo isso com alegria e gratidão, sabendo que Deus ama ao que dá com alegria, e que ele é poderoso para fazer abundar em nós toda graça, a fim de que tendo sempre em tudo toda suficiência, abundemos em toda boa obra (2 Coríntios 9.8).
  • Autores do blog: Ivaldo Fernandes
  • Título: Cuidando dos santos
  • Last updated: 

Comentários