Pular para o conteúdo principal

ESCOLA-EBD.COM

Como tentador, o Diabo atua para desestabilizar o crente

Leitura Diária 

Mateus 4.
1 Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.
2 E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome;
3 E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães.
4 Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.
5 Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo,
6 E disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra.
7 Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.
8 Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles.
9 E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.
10 Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.
11 Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam.
12 Jesus, porém, ouvindo que João estava preso, voltou para a Galiléia;
Reflexão

A passagem bíblica de Mateus 4:1-12 é uma das mais emblemáticas do Novo Testamento, relatando o momento em que Jesus é levado ao deserto pelo Espírito para ser tentado pelo diabo. Este episódio é rico em simbolismo e lições, e tem sido objeto de estudo e reflexão ao longo dos séculos.
Siga o canal "Leitura Diária da EBD" no WhatsApp: CLIC AQUI
O texto começa com Jesus jejuando por quarenta dias e quarenta noites, após o qual Ele sente fome. É neste momento de vulnerabilidade física que o diabo se aproxima, tentando-O a transformar pedras em pão. A resposta de Jesus é poderosa e reveladora: "Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus". Esta afirmação destaca a importância da espiritualidade e da dependência de Deus acima das necessidades físicas.

A tentação prossegue com o diabo levando Jesus ao pináculo do templo, desafiando-O a se atirar e confiar que os anjos O salvariam. Mais uma vez, Jesus responde com sabedoria, citando as Escrituras: "Não tentarás o Senhor teu Deus". Esta é uma lição sobre a confiança em Deus sem a necessidade de testes ou provas.

Por fim, o diabo oferece a Jesus todos os reinos do mundo em troca de adoração. Jesus, mantendo Sua integridade, rejeita a oferta e ordena que o diabo se retire, dizendo: "Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás". Este é um poderoso lembrete da soberania de Deus e da importância de manter a fidelidade a Ele acima de todas as coisas.

A narrativa conclui com o diabo deixando Jesus, e anjos vindo para servi-lo. Este desfecho reforça a ideia de que, após a resistência à tentação e a fidelidade a Deus, há um reforço espiritual e apoio divino.

A história da tentação de Jesus é uma fonte de inspiração para os crentes enfrentarem suas próprias tentações e desafios. Ela ensina sobre a importância da Palavra de Deus, a confiança em Sua proteção e a rejeição das ofertas mundanas que podem desviar do caminho espiritual. É um lembrete de que, mesmo nas situações mais desafiadoras, a fé e a integridade devem prevalecer.

  • Autores do blog: Ivaldo Fernandes
  • Título: Como tentador, o Diabo atua para desestabilizar o crente
  • Last updated: 

Comentários