Pular para o conteúdo principal

ESCOLA-EBD.COM

Reconhecendo a nossa natureza pecaminosa diante de Deus




Leitura Diária 

Romanos 3.
10 Como está escrito:Não há um justo, nem um sequer.
11 Não há ninguém que entenda;Não há ninguém que busque a Deus.
12 Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis.Não há quem faça o bem, não há nem um só.
Reflexão

Na vida cristã, é importante reconhecermos a nossa natureza pecaminosa diante de Deus. A Bíblia nos ensina que todos nós somos pecadores e que estamos separados de Deus por causa do pecado. Um versículo que destaca essa realidade é Romanos 3.10-12:

"Como está escrito: Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer."

Siga o canal "Leitura Diária da EBD" no WhatsApp: CLIC AQUI 

A universalidade do pecado

Esse trecho das Escrituras nos mostra a universalidade do pecado. Não importa quem somos ou de onde viemos, todos nós estamos sujeitos ao pecado e falhamos em cumprir perfeitamente a vontade de Deus. Não há ninguém que seja justo por si mesmo, nem mesmo uma única pessoa.

Essa realidade pode ser difícil de aceitar, pois muitas vezes nos consideramos pessoas boas. No entanto, a Palavra de Deus nos lembra que a nossa justiça própria é como trapo de imundícia diante do padrão perfeito de Deus. Nossas boas obras não são suficientes para nos tornar justos diante d'Ele.

A necessidade de arrependimento e perdão

Reconhecer a nossa natureza pecaminosa é o primeiro passo para o arrependimento e para receber o perdão de Deus. Quando entendemos que somos pecadores e que não podemos nos salvar por nós mesmos, percebemos a nossa necessidade de um Salvador.

Deus, em sua infinita misericórdia, enviou Jesus Cristo para morrer na cruz pelos nossos pecados. Ele pagou o preço que nós não poderíamos pagar, para que pudéssemos ser perdoados e reconciliados com Deus. Ao nos arrependermos sinceramente e colocarmos a nossa fé em Jesus, somos perdoados e recebemos a vida eterna.

É importante lembrar que o arrependimento não é apenas um sentimento de tristeza pelo pecado, mas também uma mudança de direção. Quando reconhecemos a nossa natureza pecaminosa, devemos nos afastar do pecado e buscar viver em obediência à vontade de Deus.

A transformação pela graça de Deus

Quando nos arrependemos e recebemos o perdão de Deus, somos transformados pela sua graça. O Espírito Santo passa a habitar em nós e nos capacita a viver uma vida santa, agradável a Deus.

Essa transformação não ocorre instantaneamente ou de forma completa, mas é um processo contínuo ao longo da nossa jornada cristã. À medida que crescemos na fé e nos rendemos ao Espírito Santo, somos moldados cada vez mais à imagem de Cristo.

É importante lembrar que a nossa natureza pecaminosa não desaparece completamente nesta vida. Ainda lutamos contra o pecado e podemos falhar. No entanto, a graça de Deus é suficiente para nos perdoar e nos capacitar a continuar perseverando na fé.

Conclusão

Reconhecer a nossa natureza pecaminosa diante de Deus é essencial para a nossa vida cristã. Isso nos leva ao arrependimento, ao perdão e à transformação pela graça de Deus. Não importa quão pecadores sejamos, Deus está sempre pronto a nos perdoar e a nos dar uma nova vida em Cristo.

Que possamos sempre lembrar da nossa dependência de Deus e buscar viver em obediência à sua vontade, confiando na sua graça para nos capacitar a viver uma vida santa.

  • Autores do blog: Ivaldo Fernandes
  • Título: Reconhecendo a nossa natureza pecaminosa diante de Deus
  • Last updated: 

Comentários