Pular para o conteúdo principal

ESCOLA-EBD.COM

Jesus, o homem puro que interagia com todos

Leitura Diária

Mateus 2.
15 E esteve lá, até à morte de Herodes, para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: Do Egito chamei o meu Filho.
16 Então Herodes, vendo que tinha sido iludido pelos magos, irritou-se muito, e mandou matar todos os meninos que havia em Belém, e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos.
17 Então se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias, que diz:
João 4.
3 Deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia.
4 E era-lhe necessário passar por Samaria.
5 Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José.
6 E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta.
7 Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.
8 Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.
9 Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).
10 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
11 Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva?
12 És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?
13 Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede;
14 Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.
15 Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la.
16 Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá.
17 A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido;
18 Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.
19 Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.
20 Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.
21 Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai.
22 Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.
23 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
24 Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
25 A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo.
26 Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.
27 E nisto vieram os seus discípulos, e maravilharam-se de que estivesse falando com uma mulher; todavia nenhum lhe disse: Que perguntas? ou: Por que falas com ela?
Reflexão

A vida e o ministério de Jesus Cristo se destacam não apenas pelos milagres que Ele realizou, mas também por Sua abordagem sem precedentes à inclusão. Nos Evangelhos, particularmente em passagens como Marcos 2.15-17 e João 4.3-27, observamos as interações de Jesus com indivíduos de todas as esferas da vida. Esses encontros destacam Sua pureza e disposição para se envolver com todos, quebrando barreiras sociais que eram predominantes na época.

Siga o canal "Leitura Diária da EBD" no WhatsApp: CLIC AQUI

Jesus janta com pecadores: Marcos 2.15-17

Em Marcos 2.15-17, vemos Jesus jantando com cobradores de impostos e pecadores, uma cena que perturbou os líderes religiosos de Seus dias. Eles questionaram por que Ele se associaria a tais indivíduos. A resposta de Jesus foi profunda: "Não são os sãos que precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores." Esta declaração ressalta Sua missão de alcançar aqueles marginalizados pela sociedade, oferecendo-lhes esperança e salvação.

Quebrando Normas Culturais: João 4.3-27

O relato da interação de Jesus com a mulher samaritana no poço, conforme detalhado em João 4.3-27, é outro exemplo convincente de Sua natureza inclusiva. Os samaritanos eram geralmente desprezados pelos judeus, mas Jesus escolheu se envolver em uma conversa significativa com ela. Ele lhe ofereceu "água viva", simbolizando a vida eterna, e revelou Sua identidade como o Messias. Este encontro não apenas transformou a vida da mulher, mas também levou muitos samaritanos a crer Nele.

A Pureza das Intenções de Jesus

As interações de Jesus com vários indivíduos sempre foram sustentadas por intenções puras. Ele viu além dos rótulos sociais e concentrou-se no valor inerente de cada pessoa. Suas ações nos ensinam a importância da compaixão, da compreensão e do amor em nossas interações com os outros. Seguindo o exemplo de Jesus, podemos esforçar-nos por quebrar barreiras e criar um mundo mais inclusivo e receptivo.

Conclusão

As narrativas em Marcos 2.15-17 e João 4.3-27 iluminam o papel de Jesus como uma figura pura e inclusiva que acolheu a todos. Sua disposição de se envolver com todos, independentemente de seu status social ou origem, estabelece um exemplo poderoso para seguirmos. O ministério de Jesus continua a inspirar milhões ao redor do mundo a viver com compaixão e inclusão.

  • Autores do blog: Ivaldo Fernandes
  • Título: Jesus, o homem puro que interagia com todos
  • Last updated: 

Comentários