Pular para o conteúdo principal

ESCOLA-EBD.COM

Contradições nos Relatos dos Evangelhos

Existem várias aparentes contradições nos relatos dos Evangelhos, e muitas delas se referem aos eventos em torno da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Aqui estão alguns exemplos notáveis:

A Ordem dos Eventos na Ressurreição:
Em Mateus 28:2-5, é relatado que um anjo desceu do céu e rolou a pedra da entrada do túmulo na presença de Maria Madalena e outra Maria.

Em Lucas 24:2-4, há uma descrição semelhante, mas fala de dois homens em roupas resplandecentes que apareceram no túmulo.

As narrativas desses eventos variam em termos de quem estava presente, quantos anjos ou homens apareceram e a ordem exata dos acontecimentos.

Testemunhas da Ressurreição:
Mateus 28:1-10 menciona Maria Madalena e a outra Maria encontrando um anjo no túmulo.

João 20:11-18 menciona Maria Madalena encontrando Jesus fora do túmulo.

A identidade e a ordem das testemunhas da ressurreição variam entre os Evangelhos.

A Hora da Crucificação:
Marcos 15:25 afirma que Jesus foi crucificado na terceira hora do dia.

João 19:14-15 sugere que Jesus ainda estava diante de Pilatos na sexta hora, a hora em que os judeus estavam acostumados a matar o cordeiro da Páscoa.

Há uma aparente discrepância na hora da crucificação nos relatos dos Evangelhos sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas) em comparação com o Evangelho de João.

As Últimas Palavras de Jesus na Cruz:
Em Mateus 27:46 e Marcos 15:34, Jesus clama: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”

Em Lucas 23:46, Jesus diz: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito.”

João 19:30 registra Jesus dizendo: “Está consumado!”

As últimas palavras de Jesus na cruz são relatadas de maneiras diferentes nos Evangelhos.

É importante observar que muitos estudiosos e teólogos abordam essas aparentes contradições de maneiras diversas. Algumas abordagens incluem considerar o contexto cultural, literário e teológico em que cada Evangelho foi escrito, e também reconhecer a possibilidade de perspectivas complementares em vez de contraditórias. Para muitos crentes, essas aparentes discrepâncias não comprometem a mensagem central da fé cristã.

  • Autores do blog: Ivaldo Fernandes
  • Título: Contradições nos Relatos dos Evangelhos
  • Last updated: 

Comentários