Pular para o conteúdo principal

ESCOLA-EBD.COM

A Constituição de Israel (Moisés e a Lei de Deus)

os requisitos para a comunhão (Êxodo 18.1-31.18) 

A. As circunstâncias que antecederam a constituição (Êxodo 18.1 -19.25)

 

1. A recepção de Moisés (Êxodo 18.1-12): Moisés encontra-se
com sua mulher, Zípora, seus filhos, Gérson e Eliézer, e seu sogro, Jetro. Ele relata como Deus conduziu o povo para fora do
Egito.
2. A sabedoria de Jetro (Êxodo 18.13-27): Jetro sugere que Moisés
designe homens hábeis para atuarem como juizes, uma vez que
surgem várias contendas entre o povo.
3. As maravilhas de Deus (Êxodo 19.1-25)
a. As palavras de Deus no monte Sinai (Êxodo 19.1-15): Enquanto Israel está acampado aos pés do monte Sinai, Moisés
sobe ao monte e é instruído a informar o povo de que o próprio Deus os visitará na forma de uma nuvem escura ao fim
de três dias. Por isso, todo o povo deve purificar-se para
este encontro.
b. Os feitos de Deus no monte Sinai (Êxodo 19.16-25): O Senhor
aparece, acompanhado de trovões, relâmpagos e forte clangor
de trombetas. O monte Sinai é logo coberto por uma fumaça.
Moisés e Arão sobem o monte para se encontrar com Deus.
 

B. O conteúdo da constituição (Êxodo 20.1- Levítico 20.27)
1. O código moral: Os Dez Mandamentos (Êxodo 20.1-26; 24.1-18; 31.18)
a. Os requisitos (Êxodo 20.1-1 7; 31.18)
(1 ) Não terás outros deuses diante de mim” (20.3).
(2) “Não farás para ti imagem esculpida” (20.4).
(3) “Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão” (20.7).
(4) “Lembra-te do dia de sábado, para o santificar” (20.8).
(5) “Honra a teu pai e a tua mãe” (20.12).
(6) “Não matarás” (20.13).
(7) “Não adulterarás” (20.14).
(8) “Não furtarás” (20.15).
(9) “Não dirás falso testemunho” (20.16).
(10) “Não cobiçarás” (20.1 7).
b. A reação (Êxodo 20.18-23): Moisés confirma ao povo atemorizado que o propósito de Deus ao aparecer é mostrar a eles seu imenso poder.
c. A ratificação (Êxodo 20.24-26; 24.1-8): Conforme instruído, Moisés edifica um altar com 12 pilares, representando as 12 tribos. Então ratifica a aliança de Deus com Israel, espalhando o sangue de animal pelo altar.
d. O esplendor (Êxodo 24.9-18): Moisés, Arão, Nadabe e Abiú (filhos de Arão) e mais 70 anciãos de Israel têm a permissão para contemplar a Deus no monte Sinai. “E debaixo dos seus pés havia como que uma calçada de pedra de safira, que se parecia com o céu na sua pureza. “Depois disto, Moises sobe a montanha sozinho, onde passa os próximos 40 dias.

 
2. O código social (leis comuns): A seguir, uma lista dos tópicos a que essas leis se aplicam. 
a. Blasfêmia (Êxodo 22.8; Levítico 19.12; 20.9): A punição por falar contra Deus, contra os governantes e contra os pais é a morte. 
b. Bênção (condições para a) (Levítico 26.3-13): A obediência a Deus assegurará a Israel uma colheita próspera, vitórias sobre seus inimigos e a presença de Deus entre eles. 
c. Sangue (Exodo 23.18; Levítico 17.10-16; 19.26): Nenhum sangue deve ser oferecido junto com elementos fermentados. E estritamente proibido comer e beber sangue, pois “a vida da carne está no sangue”. 
d. Parto e cerimonial de purificação (Levítico 12.1-8): A mãe deve passar por uma cerimônia de purificação 41 dias após o parto, no caso de um menino, e 80 dias, no caso de uma menina. Pela oferta de um cordeiro e dois pombos, o período de imundície da mãe terá terminado. 
e. Dedicação de pessoas e coisas (Levítico 27.1-29): Essas “pessoas” subdividem-se em quatro categorias: dos 20 aos 60 anos, dos 5 aos 20 anos, de um mês a 5 anos e acima de 60 anos. As “coisas” incluíam animais, casas e campos. 
f. Alimentação (Levítico 11.1-47; 20.25): Estas criaturas são permitidas como fonte de alimentação: todos os animais que têm unhas fendidas, casco dividido em dois, peixes com escamas e barbatanas, insetos que saltam e pássaros limpos. 
g. A autodesfiguração (Levítico 19.27-28): Os israelitas não devem raspar certas partes da cabeça, não devem se cortar, não devem se tatuar, porque os pagãos fazem essas coisas. 
h. Desobediência (Levítico 26.14-46): Se os israelitas desobedecerem às leis de Deus, serão punidos com terror súbito, doenças terminais, derrotas impostas pelos inimigos, fome, ataques de animais, destruição de suas cidades e exílio. Mas o verdadeiro arrependimento produzirá restauração. 
i. Idosos (Levítico 19.32): Israel deve honrar e demonstrar grande respeito pelos idosos. 
j. Pais e filhas (Êxodo 21.7-11): Existem leis com relação a contratos de trabalho e casamentos. 
k. O anjo de Deus (Êxodo 23.20-23): Se os israelitas obedecerem a este anjo, Deus assegurará a vitória deles sobre os inimigos. Muitas pessoas crê em que este anjo era o próprio Cristo. 
l. Pessoas deficientes (Levítico 19.14): O surdo não deve ser amaldiçoado, nem se deve tirar proveito do cego. 
m. Ódio (Levítico 19.1 7-18): Os israelitas estão proibidos de odiar, invejar ou procurar vingança contra os outros. As pessoas devem amar ao próximo como a si mesmas. 
n. Ajuda aos inimigos (Êxodo 23.4-5): O boi ou a mula que tenha fugido do inimigo precisa ser devolvido. Deve prestar-se ajuda à mula do inimigo sobrecarregada por sua carga.
o. Santidade (Êxodo 22.31; Levítico 19.1-3; 20.7, 26): O princípio básico declara: “E sereis para mim santos, porque eu, o senhor, sou santo”. Isto inclui muitas coisas, entre elas o respeito aos pais dos outros e a guarda do sábado, 
p. Idolatria (Êxodo 22.20; 23.13, 24; Levítico 18.24-30; 19.4; 20.1- 5; 26.1): Israel é proibido até de pronunciar o nome de deuses pagãos. A adoração destes deuses resultará em morte por apedrejamento. q. Terra (Êxodo 23.10-11; Levítico 19.23-25): Existem várias leis sobre o plantio, a destruição e a dedicação das colheitas, 
r. Lepra (Levítico 13.1-59; 14.1-57; Números 5.1-4): Há instruções com relação ao leproso, incluindo seu reconhecimento, seu efeito na purificação cerimonial e os sacrifícios a serem feitos pelo portador. 
s. Mentira (Êxodo 23.1-3, 6-7; Levítico 9.11, 16): Os israelitas estão proibidos de difamar o próximo ou mentir, mesmo com o intuito de ajudar o pobre, 
t. Casamento (Êxodo 22.16-17): Existem leis acerca do pagamento de dotes. 
u. Patrões e escravos (Êxodo 21.1-6): Há leis acerca dos escravos e suas famílias. Algumas dessas leis dizem respeito à libertação de escravos ou às ações a serem tomadas se este escravo decide permanecer com seu senhor, 
v. Obediência (Êxodo 23.25-33; Levítico 20.22-24): Deus recompensará a obediência dos israelitas, provendo alimento em abundância, vida longa e vitória sobre os inimigos. Eles também estarão livre de doenças, abortos e esterilidade, 
w. Punição por fazer o mal a outros (Êxodo 21.12-36; 22.1-15, 21-24; Levítico 24.17-22): Devem ser mortos aqueles que cometem assassinato intencional entregam-se ao tráfico de escravos ou amaldiçoam os pais de alguém. Todas as vítimas devem receber do culpado pagamento, e existem punições severas para aqueles que exploram viúvas e órfãos. Na verdade, a punição deve ser compatível com o crime – olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé. 
x. Pobre (Êxodo 22.25-27; Levítico 19.9-10): As roupas dos pobres não podem ser mantidas como penhor para reembolso. Os agricultores devem deixar alguns grãos pelo caminho e algumas uvas nas videiras para que os pobres possam colhê-las. 
y. Redenção da terra (Levítico 25.24-55): Existem algumas leis com relação aos escravos israelitas. No ano do jubileu (que ocorre a cada 50 anos), a terra deve ser devolvida ao seu dono original, e os escravos israelitas devem ser libertados, 
z. Ações corretas (Levitico 19;15, 35-37): Ordena-se que os juízes tomem decisões corretas. todos devem usar medidas corretas.
 

aa. Separação de gado, sementes e tecidos (Levítico 19.19): Os israelitas não devem misturar dois tipos dessas coisas. Não devem arar a terra com dois tipos de animais, plantar duas sementes no mesmo campo ou usar dois tipos de pano entretecido
em uma peça de roupa,
bb. Fluxo seminal e menstruação (Levítico 15.1-33): São dadas instruções com respeito ao fluxo seminal do homem e ao fluxo
menstrual da mulher,
cc. Impurezas sexuais: São impostas punições por vários pecados
sexuais.
( 1) Adultério (Levítico 18.20; 19.20-22; 20.10, 14)
(2) Bestialidade (Êxodo 22.19; Levítico 18.23; 20.15-16)
(3) Homossexualidade (Levítico 18.22; 20.13)
(4) Incesto (Levítico 18.1-18; 20.11-12, 17, 19-21)
(5) Prostituição (Levítico 19.29)
(6) Relações durante a menstruação (Levítico 18.19; 20.18)
dd. Roubo (Êxodo 23.8; Levítico 19.13): Todos os tipos de roubo
são proibidos, incluindo o furto, a aceitação de suborno e a
trapaça no ganho do salário,
ee. Dízimo (Êxodo 22.29-30; 23.19; Levítico 27.30-34): Dez por cento
da colheita de Israel e dos animais devem ser dedicados a Deus.
ff. Tratamento dos estrangeiros (Êxodo 23.9; 19.33-34): Os israelitas não devem oprimir nem tirar proveito dos estrangeiros. Devem amá-los como a si próprios,
gg. Bruxaria (Êxodo 22.18; Levítico 18.21; 19.31; 20.6, 27): Os feiticeiros devem ser mortos.
3. O código espiritual (leis acerca da adoração, das festas, dos sacrifícios, do sacerdócio etc.) Para uma discussão completa sobre o
código espiritual, veja a seção no tópico C, “A Restituição de Israel (Moisés e o Tabernáculo)”.

fonte: bíblia em esboços.
  • Autores do blog: Ivaldo Fernandes
  • Título: A Constituição de Israel (Moisés e a Lei de Deus)
  • Last updated: 

Comentários